Reportagens do dia

Loading...

sábado, 23 de maio de 2015

Homem atira na mulher e mata padre dentro de igreja



Um padre foi morto a tiro e uma mulher foi baleada na manhã desta sexta-feira (22) em Tapera, no Norte do Rio Grande do Sul, dentro da Paróquia Nossa Senhora do Rosário e Pompéia. Conforme a Polícia Civil, o padre Eduardo Pegoraro, de 33 anos, foi atingido pelo marido da mulher.
Testemunhas relataram que o atirador, identificado como Jairo Kolling, disparou contra o religioso. Ele também deu um tiro na companheira, Patricia Kolling, e depois disparou em direção ao próprio rosto antes de ser preso pela Brigada Militar.
A mulher foi socorrida e está internada no Hospital Roque Gonzalez, mas deve ser transferida para o município de Passo Fundo. O suspeito não corre risco de morte e está sob custódia da polícia na mesma instituição. O casal mora em Selbach, na mesma região.
O delegado Marino Franceschi, que investiga o caso, conta que testemunhas relataram que Jairo entrou na igreja e pediu para conversar com o religioso e a mulher. Os três teriam ido a uma sala na casa paroquial ao lado da igreja, onde ocorreu o crime. A suspeita é de que a motivação seja passional.
“O atirador alega motivo passional. Mas ainda não confirmamos essa informação. Ele não consegue falar, mas contou através de gestos. A situação é que os dois estavam na igreja, e ele foi até lá pediu para conversar. Entraram numa sala, que ele trancou. Em seguida, teria atirado”, relatou o delegado.
Ainda segundo Franceschi, a comunidade local está chocada com o crime. A igreja foi isolada para a realização de perícia e muitos curiosos cercaram o local. “Ele era muito querido aqui. É uma tragédia. Há muita comoção”, acrescentou o delegado.
O padre nasceu na comunidade de Vista Alegre, em Tapejara, e foi seminarista em Passo Fundo, também no Norte do estado. Jairo é empresário em Selbach, enquanto Patrícia é é professora de uma escola estadual. Ela também dá aulas de violão na paróquia.
Fonte : G1

sexta-feira, 22 de maio de 2015

1º Torneio de Tiro Esportivo com Carabinas de Pressão da cidade de Esperança.





A equipe Chumbo Grosso realizará no dia 24/05/2015 domingo, na cidade de Esperança o primeiro Torneio de Tiro Esportivo em Carabinas de Pressão da cidade

Segundo informações dos organizadores do evento já está confirmado à presença de varias equipes da Paraíba e estados círculos vizinhos e mesmo antes de acontecer já está sendo cogitado como um dos maiores encontro dos melhores atiradores da modalidade da região

O torneio será realizado no Ginásio poliesportivo o Vovozão que fica localizado na Rua: Pe. Zé Coutinho centro da cidade de Esperança. E terá inicio as 08:30hs da manhã

Confira maiores informações no Facebook da equipe "Chumbo Grosso" e através do Blog: http://equipechumbogrosso.blogspot.com.br/


Organização:

Equipe Chumbo Grosso

Apoio:

Ideal Ferragens (Campina Grande)
Prefeitura de Esperança
Ideal Gráfica
Andrade Embalagens
Esperança Embalagens
Vereador Pingo
Paizinho Bronzeado
Jornal a Cidade (Isabele Rakel)
ZN Construir
Mercadinho Andrade
Andrade Noticias



Romero Rodrigues anuncia reajuste de 6,56% para os servidores de Campina



O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, anunciou, na tarde desta sexta-feira (22), reajuste de 6,56% para os servidores municipais.
O aumento, como aconteceu em 2013 e 2014, corresponde a um percentual acima da inflação.
“Mesmo com a preocupação em relação à retração da economia, a Prefeitura de Campina Grande segue a política de valorização dos servidores públicos”, destacou o gestor tucano.
De acordo com Romero Rodrigues, o reajuste é regra geral para o servidor, com exceção dos professores da Rede Municipal de Ensino, que receberam aumento de 13,01%, e os servidores que ganhavam até o salário mínimo, os quais tiveram reajuste de 8,8%.
O projeto de lei de autoria do Poder Executivo foi assinado hoje e encaminhado ao presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereador Pimentel Filho.
MaisPB

Racionamento causa prejuízo de R$ 40 milhões a Cagepa



O diretor de operações da Companhia de Água e Esgotos do Estado da Paraíba (Cagepa), José Mota, revelou, na manhã desta sexta-feira (22), que a Cagepa está registrando um prejuízo de cerca de 40 milhões com o programa de racionamento de água em várias cidades paraibanas.
“Estamos amargando agora um prejuízo, só com o desabastecimento das cidades, de cerca de R$ 40 milhões. A nossa tarifa não contempla investimentos. O investimento tem que ser do Governo Federal”, lamentou.
Aumento do racionamento
No início da próxima semana, a Cagepa irá anunciar a data de início e as condições do aumento do racionamento de abastecimento de água em Campina Grande e em outros 18 municípios da região atendidos pelo Açude de Boqueirão. A decisão de intensificar o racionamento foi anunciada na manhã de ontem pelo secretário estadual dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo Lins Filho, durante mais uma reunião da Comissão Especial de Acompanhamento Sobre a Gestão das Águas (Ceasga) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).
Já a partir do próximo dia 1º de junho, mais 13 localidades paraibanas (municípios ou distritos) – na região de oito mananciais –, vão entrar no regime de racionamento de abastamento d’água gerenciado pela Cagepa. São eles: Sousa, Marizópolis e Nazarezinho, do manancial de São Gonçalo; Imaculada (Albino); Cajazeiras e Distrito Engenheiro Ávidos (manancial de Engenheiro Ávidos); Itaporanga (Cachoeira dos Alves); Picuí, Frei Martinho e Nova Palmeira (Várzea Grande); Barra de Santa Rosa (Poleiro); São José de Piranhas (São José I); e São José de Caiana (Pimenta).
Atualmente, o Açude de Boqueirão está com pouco mais de 20% da sua capacidade de armazenamento e o racionamento de água já está em prática no município de Campina Grande e em outras cidades da região do Agreste paraibano desde o início de dezembro do ano passado. O racionamento de água atinge cerca de um milhão de habitantes, de acordo com a Cagepa.
Do Mais PB

Conheça os 10 esportes mais difíceis do mundo



Teoricamente, os esportes são feitos para estimular a preocupação com a saúde, os cuidados com o corpo e aumentar a qualidade de vida.
No entanto, alguns esportes são muito difíceis de serem praticados e acabam colocando a vida do atleta em risco. Veja quais são os 10 mais perigosos!
Montaria de Touro
A prática é muito comum nos rodeios do Brasil e oferece um risco enorme pra quem a pratica. Permanecer por 8 segundos em cima de um touro completamente agitado e descontrolado não é fácil. Alguns acabam caindo e o maior perigo é o touro ir para cima do praticante e atacá-lo.
Motocross
A corrida de motocicletas off road em circuitos fechados é considerada um dos esportes mais exigentes. O esporte é muito perigoso e exige muita habilidade do atleta que está pilotando a motocicleta.
Ginástica Olímpica
A ginástica olímpica é um esporte que exige muita força física, flexibilidade, coordenação e equilíbrio. A preparação para os campeonatos é sempre muito intensa e os atletas não conseguem ter carreiras muito duradouras devido ao alto desgaste.
Esqui
O esqui é um esporte muito arriscado porque, geralmente, as descidas de montanhas são feitas em alta velocidade e qualquer erro ou falha na pista pode ocasionar graves lesões nos atletas, ou até mesmo a morte. Por ser praticado em baixíssimas temperaturas, o corpo do atleta precisa estar muito preparado para as competições.
Patinação Artística
O esporte pode ser praticado individualmente ou em casais. Com os giros e saltos, os atletas precisam ficar bastante atentos para não serem atingidos pelas lâminas dos patins. A preparação para campeonatos também é muito intensa e lesões são rotineiras na vida dos atletas.
Corrida Cross Country
A corrida é um esporte onde os indivíduos percorrem cerca de 4 a 12 quilometros durante o outono ou o inverno, sob difíceis condições.
Hipismo
Correr com cavalos é realmente muito difícil e fazer o circuito determinado é mais complicado ainda. É preciso muita interação entre o atleta e o animal.
Luta livre olímpica
A luta livre olímpica é também conhecida como wrestling. Seu objetivo é conter o adversário e colocar seu corpo no chão, tornando-se o vencedor. Exige muita força física e resistência de seus atletas.
Polo Aquático
Normalmente praticado em piscinas profundas, os times tem que marcar gols de maneira semelhante ao handebol.  O esporte exige muita força e resistência dos atletas para manterem-se fora da água.
Natação
A natação é composta por vários tipos de nados diferentes, como o borboleta, costas, peito e estilo livre. O esporte exige muito preparo físico do atleta, além de uma concentração absurda. Geralmente, os nadadores profissionais se lesionam com frequência devido ao alto desgaste físico causado nos treinos.
Do Portal Correio

Mais de 3 mil são demitidos em abril na PB, pior número para o mês em 12 anos



A Paraíba demitiu 3.107 pessoas no mês de abril, o que representa uma retração de 0,75% na geração de empregos com relação a março. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta sexta-feira (22).

O Caged divulgou que os principais setores de atividade responsáveis pelo desempenho negativo foram a Indústria de Transformação (-1.629 postos, devido, em parte, às atividade de fabricação de açúcar), a Construção Civil, (-1.068 postos) e a Agropecuária (-556 postos).

Nos quatro primeiros meses de 2015, o Caged contabiliza 10.495 demissões, o que representa uma queda de 2,48% na geração de empregos com relação ao mesmo período de 2014.

Apesar dos números ruins do mercado de trabalho local, nos últimos 12 meses, a Paraíba teve alta de 1,83% no nível de emprego, o que corresponde a 7.409 contratações nesse período.

Brasil

No país, foram 97.828 pessoas demitidas, o que representa uma queda de 0,24% na geração de postos de trabalho com relação a março. Assim como na Paraíba, esse foi o pior resultado para o mercado de empregos desde 2003. Conforme o Caged, foram registradas 1.527.681 admissões e 1.625.509 desligamentos. 

No acumulado do ano, o país sofreu redução de 0,33%, o que representa um decréscimo de mais de 137 mil postos de trabalho. Entre os setores que registraram as maiores perdas estão a construção civil, com redução de 0,77%, a indústria de transformação (-0,65%), o comércio (-0,22%) e de serviços (-0,04%).

Fonte : Agencia Brasil  -  Portal Correio